da Ausência


"Para quem ama, não será a ausência a mais certa, a mais eficaz, a mais intensa, a mais indestrutível, a mais fiel das presenças ?" 
Marcel Proust

7 comentários:

AC disse...

É provável, Helga. Assim sendo, talvez a questão a colocar seja: o que fazer com esta "ausência"?

Beijo :)

Eva Gonçalves disse...

Sem dúvida. Sou testemunha viva disso...

Rogério Pereira disse...

A ausência, por sentida,
pode ser a presença mais constante.
Só que não sei qual a eficácia, dessa ausência tão fielmente presente. Para que serve, à gente?

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Interessante pensamento...

Catsone disse...

Aí está um pensamento perspicaz ;D

Fê-blue bird disse...

Prefiro sempre a presença à ausência. Gostos :)

beijinhos

Brown Eyes disse...

Prefiro a presença. Beijinhos