Alentejo do Meu Encanto


Memórias de cor e de pranto
Searas de calma
 Que me confortam a alma


Alentejo, onde o tempo é tudo
E o coração se rende
Ao silêncio mudo


Alentejo, momentos de paz
Lugares vazios
Que o tempo deixou para trás


Alentejo, solidão que apetece
Saudade infinita
De um passado que não se esquece


Alentejo, Coimbra da minha vida
Que tem sempre mais encanto
Na hora da despedida


Texto e Imagens: HELGA

39 comentários:

Poetic GIRL disse...

Que lindo hino ao Alentejo! Fantástico... bjs

Olga disse...

Querido e desejado Alentejo. Alentejo das paisagens e de um mar fabuloso (o meu Alentejo).

MZ disse...

Sentimento em palavras de lugares maravilhosos que a nossa memória não esquece.

Um poema lindíssimo e as fotos estão fantásticas!

beijinhos

Tulipa disse...

Gosto muito do Alentejo e não podias ter descrito melhor o sentimento e a nostalgia que me traz. kiss

caminhante disse...

que sonho... e melhor que sonho: é real. tenho um lugar de sonho, também real... mas fica tão longe... e na hora da despedida, a choradeira obrigatória: de cheires até ao pinhão...

btw: lindas fotos...

Gizelda disse...

Fotos perfeitas, texto impecável.Casaram-se brilhantemente e eu...fiquei muito querendo conhecer o Alentejo!

Beijos,Helga.

luisa disse...

Muito bonito esse teu post, tal como é bonito o país que temos e que nem sempre valorizamos.

Ava disse...

Alentejo, Alentejo... como o expressaste na sua essência e o ilustraste com as mais bonitas fotografias que podiam cantar o nosso Alentejo.

Beijinhos doces, Ava.

Fê-blue bird disse...

Amiga:
O Alentejo é a minha paixão, o espaço onde me sinto bem.
As fotos são lindas e fizeram-me tanta saudade...
As palavras, perfeitas e sentidas.
Parabéns por este cheirinho alentejano.
Um beijinho

Helga disse...

Bela, obrigada! O Alentejo é por si mesmo um hino à paz e à beleza natural.

Um beijinho :)

Helga disse...

Olga, também gosto muito do teu Alentejo. É lindo! Mas este é o Alentejo da minha alma, do meu coração.

Um beijinho :)

Helga disse...

MZ, obrigada! São realmente palavras sentidas de sentimentos que a memória não esquece.

Obrigada por gostares das fotos. Fiquei muito orgulhosa!

Beijinhos :)

Helga disse...

Tulipa, é isso... nostalgia...

Obrigada. Kisses :)

Helga disse...

caminhante, na hora da despedida tudo fica mais belo e com mais encanto, mas também a saudade pesa mais no coração. E é sempre tão bom regressar, não é?

Beijinho :)

Helga disse...

Gizelda, obrigada! O Alentejo é o lugar mais lindo do mundo, que nem estas fotos perfeitas, conseguem fazer-lhe justiça.

Beijos :)

Helga disse...

Ava, obrigada. Sabes que a minha alma será sempre alentejana, apesar da distância que nos une. Nasci lá e quero morrer lá, se a vida mo permitir. É o meu berço!

Um beijinho :)

Helga disse...

Fê, obrigada eu, por amares a minha terra com a mesma paixão que eu.

Um beijinho :)

Helga disse...

Luisa, essa é a mais pura das verdades. Temos um País lindo que não sabemos estimar.

Beijinho :)

ParadoXos disse...

belo casamento entre a palavra e a imagem!

beijos

Helga disse...

ParadoXos, quando a união é assim, natural e pura, o casamento só pode ser belo. Obrigada!

Beijinhos :)

maria teresa disse...

Uma ode ao nosso bonito Alentejo...lindo jogo de palavras e de fotografias.
Abracinho

Jr Vilanova disse...

Querida amiga!

Espero sinceramente que as coisas em sua vida estejam voltando aos trilhos, pois nessa viagem somos todos companheiros!

As fotos escolhidas para hoje estão perfeitas... suas palavras traduzem encantamento! Foi um prazer ocmpartilhar!

Grande beijo,
jr.

Helga disse...

Maria Teresa, obrigada! O Alentejo é nosso e merece.
Abracinho

Helga disse...

Junior, aos poucos volto a encarreirar no trilho. A vida avança e o tempo não pára.

São momentos de pura paz e beleza como estes, que nos revigoram. Nada como ouvir atentamente o silêncio de uma seara ao vento. É uma bênção!

Agradeço uma vez mais as tuas palavras.
Um beijinho :)

Pedrasnuas disse...

QUE PAIXÃO PELO ALENTEJO...
GOSTEI MUITO DAS FOTOGRAFIAS

BEIJINHO

manjedoura disse...

a últims foto, então, está excelente - merece o lugar do ambiente de trabalho, com a vossa autorização.

Rogério Pereira disse...

Contraponto, com igual amor

Ah Alentejo!
Ainda te tenho de odores
Cheiro a terra e a pão
Mas, as pessoas?
Onde estão?

Ah Alentejo!
Ainda me roçam os ventos
Me queima o do sul, o Suão
Mas, as pessoas?
Como estão?

Ah Alentejo!
Ferve-me o sangue mouro
No montado, na seara, nesse chão
Mas, as pessoas?
Para onde vão?

Tanta beleza vejo só pessoas não!

(um beijo para si, Helga)

Pena disse...

Preciosa Amiga Linda:
Um Alentejo, admirável e fabuloso retractado assim.
Lindo de maravilhar.
Excelentes fotos que merecem atenção e profundidade de serem pormenorizadamente visualizadas.
É perfeita e extraordinária.
Bem-Haja, pela beleza imensa.
Beijinhos amigos de parabéns sinceros.
Sempre a admirá-la com respeito gigante.

pena

É linda, sabia?
Bem-Haja, doce amiga.
Adorei.

Rogério Pereira disse...

Helga
No meu comentário anterior, deixei cair uma virgula que estava aqui:

"Tanta beleza vejo, só pessoas não!

Caiu-me, quando passeava no seu montado... Se a encontrar, coloque-ma no sítio certo!

Obrigado

Helga disse...

Pedrasnuas, é mesmo uma grande, grande paixão! Obrigada!

Um beijinho :)

Helga disse...

manjedoura, se achas que merece esse destaque, para mim é uma honra. Tens por isso toda a autorização do mundo para a levares, e espero que sonhes muito ao olhar para ela, pois está realmente majestosa.

Um beijinho :)

Helga disse...

Rogério... que lindo poema me deixou, o qual agradeço e retribuo, com outro que igualmente adoro.

No Alentejo eu trabalho
Cultivando a dura terra
Vou fumando o meu cigarro
Vou cumprindo o meu horário
Lançando a semente à terra

É tão grande o Alentejo
Tanta terra abandonada
A terra é que dá o pão
Para bem desta nação
Devia ser cultivada

Tem sido sempre esquecido
À margem, ao sul do Tejo
Há gente desempregada
Tanta terra abandonada
É tão grande o Alentejo!

Respondendo ao seu outro comentário, encontrei a sua vírgula e no sítio certo a coloquei.

O meu muito obrigada e um grande beijinho para si :)

Helga disse...

Caro Pena,

Mais uma vez não posso deixar de ficar enternecida com a sensibilidade das suas palavras.
Obrigada por admirar as minhas fotos. Concordo que estão excelentes, mas não fazem justiça à grandiosidade do admirável Alentejo.

Um grande abraço!

Rogério Pereira disse...

Eu sabia
Eu sabia
que não me desiludiria
e tal como no amor:
Poesia
Com poesia se paga

(falando de justiça ao povo alentejano: tenho lá um selo e acaba de merece-lo. Pode ir buscar!)

Permita-me uma vénia

Helga disse...

Rogério, muito lhe agradeço a honra. Tentarei fazer por merecer. Muito obrigada!

Um abraço :)

Lala disse...

adoro esse Alentejo que o tempo esqueceu. mantém-no genuíno e único.
Belíssimo!

beijinhos**

Helga disse...

Lala, é o Alentejo da minha alma e que a minha memória jamais esquecerá. O meu berço!

Beijinhos :)

Patty disse...

Adoro o Alentejo.
Bjocas
Patty

Helga disse...

Patty, eu também!

Beijocas :)