O Tempo Não Pára




Eu sei
Que a vida tem pressa
Que tudo aconteça
Sem que a gente peça
Eu sei

Eu sei
Que o tempo não pára
O tempo é coisa rara
E a gente só repara
Quando ele já passou

Não sei se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo que me dê mais tempo
Para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui

Cantei
Cantei a saudade
Da minha cidade
E até com vaidade
Cantei
Andei pelo mundo fora
E não via a hora
De voltar p'ra ti

Não sei se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo que me dê mais tempo
Para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui


(Miguel Gameiro)

7 comentários:

Fê blue bird disse...

Amiga:
Hoje venho aqui me despedir, vou de férias que bem preciso :)
Desejo-lhe também, se for caso disso, umas boas férias e que tudo corra bem para si e para os seus.

beijinho

mz disse...

Todos andamos depressa e perdemos tanta coisa.

A mensagem está aqui neste poema e com mais força na voz da marisa.


Bjs

Helga Piçarra disse...

Fê, muito obrigada!
Bom descanso e volte revigorada :)

Beijinho

Helga Piçarra disse...

mz... por vezes, mas só algumas vezes, penso se não será esse o encanto da vida... viver sem pressa e sem medo que o tempo passe... outras vezes, vejo como realmente o tempo não espera por nós.

E sim, esta é uma grande mensagem, escrita por um brilhante compositor e interpretada por uma brilhante voz. Em conjunto pararam o tempo :)

Bjs

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

...e há tantas formas de se estar :)

beijo amigo

Fê blue bird disse...

Andamos a correr para quê e para onde ?

Adoro este fado e esta fadista.

Já regressei :)

beijinho

susana lopes disse...

Lindíssima... adoro <3

[um beijinho!]