Minha Maria

 

Quem te afastou de mim
Minha Maria
Menina de olhos doces e tristes
De coração dependente e solitário
Menina da minha infância
Alameda eterna da minha juventude
Amiga do meu peito

Quem te afastou de mim
Quem te prendeu com promessas de liberdade
Quem não te deixa ver
O que eu não consegui mostrar-te
Minha Maria
Menina da minha infância
Madrinha da minha vida

Que saudades de ti
Do teu ser. Do teu olhar
Das tardes de riso e do amanhecer
Dos sonhos divididos. Dos segredos partilhados
Quem te afastou de mim
Minha Maria
Minha amiga de sempre e para sempre

Pudesse o meu orgulho deixar-me
Ver para além das muralhas que te prendem
Pudesse a minha coragem valer-me
Para vencer os que não te compreendem
E enfrentar quem te levou para longe de mim
Minha querida Maria

Dedicado a Maria e a todos os amigos que a vida leva para longe de nós, mas os quais nunca se esquecem. 
Helga

13 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Que hino à Amizade! A amiga Maria ao ler isto (espero bem que sim) só pode sentir-se ultra-honrada por tao grande homenagem e dedicaçao...

bjinhos amigos

Brown Eyes disse...

Espero que a Maria leia esta homenagem. Ficará feliz por ser tão lembrada apesar da ausência. Beijinhos

Gizelda disse...

Lindooooo.Parabéns!
E que maravilha poder cultivar uma amizade com essa grandeza.
Beijos.

Poetic GIRL disse...

Lindo lindo, tomos temos Marias que se vão perdendo no espaço e no tempo, embora permaneçam sempre conosco... beijokas

Alda disse...

Lindíssima homenagem à tua Maria! Quem sabe se ela não é a tua estrela, que continua sempre a teu lado nos momentos bons, e nos menos bons...
Um beijo de luz!

Pedrasnuas disse...

A AMIZADE É UMA FORMA DE AMOR.

Tulipa disse...

Gostei muito, parabéns! kisses

Lady Me disse...

E são tantos os que vão e não voltam! E os que ficam presos na liberdade que lhes foi prometida!

Gostei muito!

Beijinhos

Ana Cristina Quevedo disse...

Mas que bela homenagem!
Amigos são parte da gente, mesmo longe.

Minha irmã mora nos EUA há alguns anos, morro de saudade!

Beijo e obrigada pelas palavras :)

MZ disse...

A separação física daqueles que um dia nos foram tão próximos deixam-nos assim... questionamos o porquê...
Permanecem os afectos, a saudade, sempre!

Muito ternurenta esta dedicatória.
bjo

Lala disse...

Que bela homenagem Helga! Desejo que a Tua Maria tenha a oportunidade de ler, para que saiba que mesmo longe, continua a ser amada...!

Muito bonito!

Beijinho**

Helga disse...

Obrigada a todos pelos vossos comentários, mas infelizmente às vezes não é só a distância que é capaz de nos afastar de alguém. Por vezes existem pessoas, que pela sua incapacidade de fazer amigos, acham que somos uma má influência para aqueles que dizem amar, mas os quais apenas escravizam com as suas ideias ultrapassadas e intolerantes.

Quando assim é, a distância é inevitável e só nos resta aceitar e respeitar as escolhas daqueles que gostamos, mesmo que as palavras que não nos dizem, mas que sabemos dirigidas a nós, tenham apenas a intenção de nos magoar e de nos fazer acreditar que somos os principais culpados pelo seu sofrimento e solidão.

Desculpem o desabafo, mas escrevi estas palavras levada por um daqueles momentos, em que a saudade aperta. Não sei se a Maria algum dia irá ler estas palavras, mas independentemente de isso acontecer ou não, foram palavras sentidas e ela continua a ser alguém muito especial para mim, pois no fundo eu sei e acredito, que ela não é a pessoa em que a transformaram.

Um beijinho a todos e voltem sempre.

F Nando disse...

Um hino há Amizade!
Bjs