Não Digas Nada


Não digas nada. Não quero ouvir o que tens para me dizer, nem saber como foi o teu dia. Não te lamentes ou pronuncies. Não digas nada. Deita-te aqui. Em silêncio. Ouve a chuva que cai lá fora. Lágrimas que caiem do céu, num melodioso e melancólico pranto. Conforto supremo da alma. Por isso não quero ouvir o que tens para me dizer. Não agora. Não enquanto a chuva me embalar com o seu belo e nostálgico lamento. Depois disso... serei toda tua.
Helga

4 comentários:

Alda disse...

Olá Helga,

Venho agradeço a visita e sua simpatia! Muito interessante este seu blogue!

Um beijinho

Helga disse...

Obrigada, Alda. Volte sempre!

Beijinho

Brown Eyes disse...

Também gosto muito do som da chuva, principalmente quando estou na cama.
Beijinhos

Helga disse...

Eu adoro a chuva! É a minha inspiração!

Bjs