Abismo (para a Fábrica de Letras)


Em Portugal, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego no final de Março, era de 484 mil, o que representa um aumento de 23,8% comparativamente ao mesmo mês do ano passado e um aumento de 3,2% face ao mês de Fevereiro, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP). O “fim do trabalho não permanente” continua a ser o principal motivo de inscrição e foi a razão invocada por 38,8% dos desempregados que se dirigiram aos centros de emprego em Março, de acordo com o relatório.

O país está à beira do abismo e nem precisa de saltar para mergulhar de cabeça...


No âmbito do desafio de Abril para a Fábrica de Letras sobre o tema 'Abismo'

35 comentários:

...uma nota... disse...

Muito triste. Uma realidade nada agradável.
E segundo posso calcular, deve continuar para pior...

Helga disse...

...uma nota... infelizmente acho que a tendência é mesmo piorar. Caminhamos todos para o mesmo abismo, apesar de alguns já terem caído nele.

Beijinhos :)

Poetic GIRL disse...

Está mesmo à beira do abismo e os nosso politicos cegos que não vêm isso. bjs

Helga disse...

Bela, eu acho que eles ver até vêem, apenas estão convencidos que vão ser os últimos a cair... ou então, que não chegam a cair sequer. Estarão errados? Cada vez tenho mais dúvidas...

Beijinhos :)

Jr Vilanova disse...

Infelizmente esse tipo de assunto realmente abre verdadeiras crateras na vida do cidadão! No Brasil também é assim, crise em cima de crise! Bem, mas deixemos esse assunto momentaneamente de aldo, venho lhe desejar uma FELIZ PÁSCOA! Um fim de semana especial!
Jr.

Catsone disse...

Fear not, cara helga: o PEC há de nos salvar a todos... ou talvez não :X

Helga disse...

Jr, infelizmente é assim um pouco por todo o lado. Portugal não é exclusivo...

Uma boa Páscoa! Beijinhos :)

Helga disse...

Catsone... ou talvez não!

Beijinhos :)

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Cá no Brasil ocorre o mesmo, Helga.
Há de se pagar por esse capitalismo desenfreado, viu?

Beijo

Nénix disse...

Uma associação inteligente, uma questão muito sensível... Muitas vezes uma situação de desemprego prolongado leva ao suícidio, afinal influencia quase todos os aspectos da vida, material e emocional...

Helga disse...

Ana Cristina, será que se paga mesmo? Cada vez me convenço mais que o sistema e as suas falhas, só favorecem um lado... o deles! Mas a esperança é sempre a última a morrer.

Beijinho :)

Helga disse...

Nénix, obrigada pela visita e pelo comentário. É realmente uma questão sensível e preocupante... o desemprego prolongado pode levar não apenas a um, mas a diversos abismos, dos quais se torna difícil (e muitas vezes quase impossível)sair.

Um abraço :)

Teresa disse...

Helga
Bem pensado. Realmente, não é preciso procurar muito para ver um abismo, aquele em que estamos a cair. É tão triste, este período da nossa História começou com tanta esperança!
Bjs

Chica disse...

Que triste isso,não é? Esse abismo ninguém gosta de ver perto desi, não é? beijos,linda Páscoa!chica

Helga disse...

Teresa, infelizmente. As promessas de esperança e de que melhores dias virão, já cansam. Se não nos empurrarem, creio que nos deixamos cair.

Bjs :)

Helga disse...

Chica, ninguém gosta de estar à beira do abismo, mas há uns que estão mais perto de nós do que gostaríamos.

Boa Páscoa! Beijinho :)

Sandra disse...

Estou participando. Lhe convido para vim conferir. Interação de amigos te espera.http//sandrarandrade7.blogspot.com.
Ficarei honrada com a sua presença.
Nossos abismos, somente nós poderemos enfrentá-los.
Gostei muito do seu texto.
Carinhosamente,
Sandra

luisa disse...

Dura realidade...

susana lopes disse...

Estou perante esse abismo. Mas, sei que há uma solução... há sempre uma solução.

Ava Santos disse...

É um verdadeiro abismo para onde este país está a cair, aliás, ele até já caiu no abismo, vai em queda livre só falta saber quanto vai bater no fundo.
Está um bom trabalho para a Fabrica de Letras, parabéns.

Um beiJo com cheiro a planície, Ava

Olga disse...

É uma realidade do nosso país. Neste momento toda a Europa ou melhor o mundo está mergulhado nesta crise. Espero sinceramente que termine rápido para que o nível de vida da população melhore. Vamos pensar positivo, só para ver se dá certo, porque até agora temos pensado negro e as coisas vão de mal a pior. Beijinhos. Gostei do teu abismo!

Anónimo disse...

Helga que realidade triste.
Aqui no Brasil tb há crise, falta de trabalho , falta de caráter de muitos elementos do governo. É lamentável ...
Eliete

Helga disse...

Sandra, obrigada! Convido-te a comentares os meus textos com algo mais do que apenas um 'copy/paste', pois todas as opiniões são bem vindas, desde que directamente relacionadas com o publicado.
Um beijinho :)


Luisa, dura realidade mesmo.
Beijinhos :)


Caminhante, é um ponto de vista bastante interessante, mas infelizmente nem todos têm força suficiente para evitar cruzar o olhar com o abismo.
Beijinho :)


Susana, também já estive à beira desse abismo e tal como tu também sempre acreditei na solução. Ela existe, mas é cada vez mais difícil dar com ela. Espero que tenhas a força necessária para, tal como disse a Caminhante, conseguires evitar olhar para o abismo durante muito tempo.
Beijinhos :)


Ava, apesar dos números negros, gosto de acreditar que ainda nos resta algum tempo antes de bater no fundo. Temos que nos agarrar a isso ou então perdemos a réstia de esperança que nos resta. Mas é realmente um cenário bastante negro...
Beijinhos :)


Olga, pensamento positivo tenho eu de sobra, mas há situações em que nem isso nos vale, mas concordo contigo... de acordo com as leis da atracção, pensamento positivo gera coisas boas. Vamos fazer uma corrente de energias positivas, pode ser que resulte. Era tão bom!
Beijinhos :)


Eliete, a falta de carácter dos governantes é requisito mundial, infelizmente. A lei está cada vez mais do lado dos grandes e contra os fracos. Aqui em Portugal, fazia falta um novo 25 de Abril, mas desta vez sem os simpáticos cravos vermelhos nas pontas das espingardas.
Beijinhos :)

MZ disse...

É realmente assustador a percentagem de desemprego existente em Portugal. O nosso país mergulha de cabeça num profundo desespero... ninguém é poupado...
jovens,
homens e mulheres licenciados...
Outros, com pouca formação mas que sempre trabalharam... homens e mulheres de meia idade ou de idade avançada mas com vontade de trabalhar que se veem privados da dignidade de se sentirem activos e prestáveis à sociedade.

É o outra realidade do "Abismo" um abismo entre o quere e não ter que leva a sociedade ao desespero...

beijinhos

johnny disse...

Só temos de arranjar empregos!

Helga disse...

MZ, é de facto uma realidade assustadora, que tem levado muitas famílias ao desespero. Infelizmente já senti na pele o que é estar nessa situação desesperante. Mas a verdade é que mesmo tendo emprego, nada me garante que de um dia para o outro não volto para lá.

Beijinhos :)

Helga disse...

johnny, só temos que arranjar quem nos dê emprego. Se te diser que tenho uma amiga com o 12º ano, que nem nas limpezas conseguiu nada, provavelmente não acreditas, mas é verdade.

Beijinho :)

Tulipa disse...

É realmente um grande problema social que estamos a viver e que afecta os desempregados e todos os que estão à volta! kisses

Brown Eyes disse...

Helga infelizmente eu acho que estamos já no fundo do abismo. Continuam é a mentir-nos. Agora só falta o fundo inundar-se e nós morrermos afogados.
Imagina a vida de um desempregado com as contas para pagar, os filhos para sustentar. É um desespero. Somos tão igoístas não? Fulanos a ganhar milhões e outros 0. Será que a divisão não é uma operação eficaz e justa?
Beijinhos

johnny disse...

Acredito que haja até pessoas licenciadas nessa situação.

Ricardo Fabião disse...

Eis a matéria-prima de onde os poetas retiram suas palavras: a vida de se viver. Narrativa mais crua do que qualquer outra história escrita.

Tragicamente poético...
Uma 'bela' fotografia do real.

Abraços.
Ricardo Fabião.

Lala disse...

Nesse abismo encontro-me neste momento. Não sou licenciada, tenho o 12º e 2 cursos profissionais, um de secretariado e outro de técnico de ambiente... e vale-me de quê?? Nada. Mas concordo com o Catsone... há que pensar positivo, não por causa do PEC, porque essa Contenção vai-nos custar a nós (como sempre), mas por mim mesma e pela minha filha. O ordenado que entrava cá em casa era apenas o meu. E era desse ordenado que pagava as contas e 'sobrevivia' durante mês. Desviar-me da realidade? Não. Enfrentá-la-ei com todas as forças que tenho. No entanto, também passo pelo desespero de que fala a Brown, mas acredito naquilo que sou capaz de fazer. E é por isso que vou lutar! Afinal de contas tenho uma filha para criar. Quero que ela acima de tudo reconheça em mim a força de vontade para que nunca desista dos seus sonhos!

Beijinho, amiga. Bela participação. Real.

Nota: ontem, pelo 3º dia consecutivo, estive no Centro de Emprego... Só para veres o estado caótico da coisa, eu tirei a minha senha eram 9h20... fui atendida às 16h00 (eles não fecham para almoço). Aquele Centro rebentava pelas costuras de tanta gente!!

Helga disse...

Lala, lamento muito pela tua situação. Infelizmente também já lá estive. Mas como dizes, há que ter pensamento positivo, apesar de muitas vezes termos vontade de desistir, temos quem precise de nós e não podemos baixar os braços. Nem por eles, nem por nós!

Infelizmente neste país, os diplomas e os cursos de pouco ou nada servem. O problema é que qualquer dias as pessoas fartam-se e o pensamento foge-lhes para o estômago, e quando temos fome, tudo o resto fica por um fio. Esse é o verdadeiro abismo, que infelizmente está cada vez mais perto.

Resta-me desejar-te que tudo corra pelo melhor e que nunca percas a força e a esperança, como nunca perdeste até aqui. És uma lutadora!

Beijinho ***

Su disse...

Uma abordagem diferente mas mmuito realista.
É desolador pensar em quantas penssoas não se sentem mesmo à beira desse abismo.

Helga disse...

Su, é um abismo para onde nos empurram sem que tenhamos vontade de mergulhar nele. É aterrador!

Obrigada pelo teu comentário e por teres ficado :)

Beijinho :)