10 de Junho


Que vençais no Oriente tantos Reis,
Que de novo nos deis da Índia o Estado,
Que escureçais a fama que hão ganhado
Aqueles que a ganharam de infiéis;

Que vencidas tenhais da morte as leis,

E que vencêsseis tudo, enfim, armado,
Mais é vencer na Pátria, desarmado,
Os monstros e as Quimeras que venceis.

Sobre vencerdes, pois, tanto inimigo,

E por armas fazer que sem segundo
No mundo o vosso nome ouvido seja;

O que vos dá mais fama inda no mundo,

É vencerdes, Senhor, no Reino amigo,
Tantas ingratidões, tão grande inveja. 

 Luís Vaz de Camões

14 comentários:

Fê-blue bird disse...

Também escolhi o grande Camões, pelo menos ele não nos desilude.
Um beijinho

Rogério Pereira disse...

Sabia!
(tenho um dedo que adivinha)
Sabia que iria escolher este poema...

Escolhi outro, mas também do Jorge de Sena e do Alberto Caeiro!

Como diz a Fê: esses não nos desiludem...

Hoje assino:

"Alguèm que não gramou o dia oficial"

Helga disse...

Fê, não sendo Camões um dos meus poetas preferidos, hoje não podia falhar, pois tal como disse - ele pelo menos não desilude.

Um beijinho :)

Helga disse...

Rogério, espero que o seu dedo adivinhador não tenha ficado desiludido com a minha escolha. Tal como disse à Fê, não sendo Camões um dos meus poetas preferidos, este poema é grandioso e com toda a certeza não desilude.

Hoje tb assino:

'Alguém que não grama os dias oficiais há já algum tempo, nem este - nem outros'

Pedrasnuas disse...

SE CAMÕES FOSSE VIVO...SERIA VENCIDO PELA DESILUSÃO,PELO DESENCANTO...E MORRERIA ENFARTADO...

Jr Vilanova disse...

Helga!

Conheço pouco de Camões... você hoje me proporcionou uma linda lição... agradeço!

Um beijo para o seu coração sensível!
Jr.

Helga disse...

Pedrasnuas, se Camões fosse vivo não tenho dúvidas que taparia os dois olhos, para evitar a desilusão e e desencanto, pois foi precisamente o que a maioria de nós optou por fazer, para fingir que vivemos no paraíso.

Beijinho :)

Helga disse...

Junior,

Também não conheço muito de Camões, mas este poema é poderoso! Gosto bastante. Ainda bem que te pude dar a conhecer um pouco mais de nós e dos nossos poetas.

Um beijinho :)

Ava disse...

Uma boa escolha para simbolizar o dia de Portugal e das comunidades Portuguesas. Com crise ou sem ela, gostasse ou não é o nosso dia.

Beijinhos doces, Ava.

Helga disse...

Exacto, Ava. É mais um! Temos tantos, que foram perdendo o seu significado ao longo dos tempos. Enquanto nos formos lembrando deles, ainda que seja assim - de forma simples e simbólica - já não é mau.

Um beijinho :)

caminhante disse...

infelizmente, acho que portugal está a precisar de novos heróis... ou de um novo hino. eu não costumo ser pessimista... mas, o estado em que este país se encontra faz-me pensar assim. eu já não consigo sequer ouvir o hino: soa-me a uma enorme farsa.

sim, já fomos heróis do mar, um nobre povo, uma nação valente. fomos. não somos mais. logo, este hino não se adequa mais à realidade.

bom, bom seria que os nossos heróis pudessem voltar. que sacudissem o nosso portugal... que nos ajudassem a ser, outra vez, uma nação valente...

beijinho...

Helga disse...

Caminhante,

Portugal está aos poucos e sem perceber, a perder toda a sua identidade e cultura. Estamos a pagar o preço de não nos valorizarmos como povo, nem valorizarmos o que é nosso.

Quanto ao Hino, da forma que isto está, até tenho medo do que seria o conteúdo de um novo. Contra a corrupção, lutar, lutar... talvez...

Beijinhos :)

MZ disse...

E temos hoje, mais do nunca de vencer não fora, mas cá dentro!

Camões, nunca te esquecemos...

Helga disse...

MZ, isso era bom, não era? Vencermos!

Beijinho :)